À Maneira de Deus no Trabalho: rede de empresas inicia congresso no Brasil

A organização internacional His Way at Work reúne empresas com o propósito declarado de honrar a Deus e amar o próximo mediante o trabalho
18/11/2020 09:11
6 minutos de leitura
À Maneira de Deus no Trabalho: rede de empresas inicia congresso no Brasil

À Maneira de Deus no trabalho: a rede internacional cristã His Way at Work, fundada nos Estados Unidos, reúne empresas dispostas a honrar a Deus e amar o próximo mediante o trabalho. As empresas que participam dessa organização sem fins lucrativos têm o propósito declarado de agir “do jeito de Deus”, o que, na prática, se reflete nos valores aplicados ao comportamento de todas as pessoas da empresa e, principalmente, na vivência concreta do amor a Deus através do amor ao próximo. É daí que surge o conceito metodológico da “Cultura do Cuidado”: as empresas da rede aprimoram a sua cultura organizacional à luz da proposta de Jesus Cristo e implementam programas e projetos voltados a cuidar melhor dos seus colaboradores, das famílias deles e da sociedade em geral, tanto na sua dimensão física e emocional quanto na dimensão espiritual.

Hoje, a His Way at Work está presente em vários países com a sua metodologia formativa e transformativa de empresas à luz do Evangelho, da antropologia filosófica e da filosofia de base tomista, inclusive no Brasil.

O empresário paulista Ricardo Funari é sócio da Synchro, empresa brasileira que é pioneira nesta rede no país. Ele comenta:

“Como o próprio nome diz, trata-se de ‘His way at work‘ e não de ‘My way of work‘. A expressão não poderia ser mais exata para levar-nos à reflexão da clara dualidade vivida por todos os seres humanos: navegar nos mares da vida orientados por um Criador, de quem viemos e para quem vamos, ou ao vento da vontade e planos próprios, como únicos donos de nossas vidas, nosso trabalho e nossos bens”.

E exemplifica:

“Aqueles que perseguem chegar ao final de suas vidas podendo exclamar, como Sinatra, ‘I did it my way‘, talvez não saibam que, já próximo à morte, o mesmo Sinatra também afirmou que não era feliz e duvidava que alguém o fosse. Por que um homem rico em recursos materiais, talentos, poder e fama sentia-se infeliz e frustrado?”

O impacto de um propósito transcendente na vida pessoal e corporativa faz parte da resposta a essa pergunta. Ricardo acrescenta:

“O mundo empresarial não é diferente. Enquanto muitos empresários, famosos ou não, tocam seus negócios sem a consciência de que são administradores temporários de uma obra confiada por Deus, outros já perceberam a grandiosidade da missão a que foram chamados, quando se veem responsáveis por dezenas, centenas e até milhares de pessoas e – por que não dizer? – de almas”.


O empresário observa a respeito de seus pares que tomaram a decisão de fazer parte da rede internacional da His Way at Work:

“Depois de enfrentar o desafio de colocar Deus como centro e Senhor de seus negócios, uniram-se para levar a outros empresários e executivos o aprendizado de suas experiências na condução de suas empresas. Mais do que o testemunho, suportaram a construção de uma metodologia que orienta outros empresários a implantar em suas empresas a verdade do evangelho sem cortes e uma cultura de cuidado entre os funcionários, fornecedores, clientes e parceiros comerciais.  Juntos, abraçaram uma segunda missão, além daquela inerente ao seu negócio: a missão de inspirar e ajudar líderes de negócio a transformar suas empresas conforme o plano de Deus”.

Congresso em 21 e 22 de novembro

Ricardo recorda, por fim, que neste fim de semana, 21 e 22 de novembro, acontece de forma presencial e também online o 1º Congresso CIEES e HWAW Brasil, uma iniciativa conjunta de duas redes cristãs empresariais: além da HWAW, o congresso é promovido pela Comunidade Internacional de Empresários e Executivos Schoenstattianos (CIESS), inspirada pelo movimento de Schoenstatt. O congresso, de fato, acontece no Santuário de Schoenstatt de Atibaia, SP.


“Vale conferir a experiência de alguns destes empresários e a proposta de valor eterno que oferecem, esta não como negócio, mas como apostolado empresarial”.

Mais informações, inclusive para inscrever-se no congresso online, podem ser conferidas nesta página.

Fonte: https://pt.aleteia.org