Encontro on-line da Pascom do Regional Sul 2 abordou o engajamento nas redes sociais

Encontro de formação para a Pastoral da Comunicação reuniu mais de 360 pessoas
29/05/2021 01:05
6 minutos de leitura
Encontro on-line da Pascom do Regional Sul 2 abordou o engajamento nas redes sociais

“Como gerar engajamento nas redes sociais”, esse foi o tema do Encontro da Pastoral da Comunicação no Regional Sul 2 da CNBB, nessa quinta-feira, 27 de maio, às 20h, de forma on-line. O palestrante foi o professor Renan Colombo, de Curitiba, Mestre em Ciência Política, doutorando em Ciências da Informação, especialista em Mídias Digitais, Jornalista, palestrante e pesquisador. 

O encontro foi coordenado por Antonio Kayser (Coordenador Regional da Pascom), teve a presença de Dom Mário Spaki (Bispo Referencial da Pastoral da Comunicação no Paraná), Pe. Valdecir Bressani (assessor Eclesiástico da Pascom Regional sul 2) e mais de 360 pasconeiros das dioceses paranaenses e também de outras dioceses do Brasil. 


O professor Renan abordou técnicas e 5 passos para criar conteúdo de qualidade nas redes sociais. O primeiro foi o que queremos? Orientou que sejam definidos os objetivos de sua produção de conteúdo, reflita sobre as motivações para estar na rede social. Um bom caminho é listar entre 2 e 5 objetivos e estabelecer o objetivo prioritário. Destacou que é importante divertir e gerar empatia para com o público. 

Renan Colombo

O professor Renan salientou que outro aspecto importante é com quem conversamos nas redes sociais. Disse que é preciso que seja definido o público que se pretende alcançar, refletir sobre os diferentes perfis de público que lhe segue nas redes sociais. É natural ter mais de um tipo de público. A dica do professor é que se construa personas (representação ideal personificada) para seus públicos.  

Como nos expressamos? Para o professor devem ser criados padrões de linguagem para se comunicar. Disse que é importante ter um ou mais modos de falar bem definidos, é preciso definir o tom de voz que pode ser sóbrio, solene, divertido, leve, etc, também deve definir como usar a pontuação, gírias, memes, hashtags, etc. 

O quarto ponto destacado foi a pergunta: o que comunicamos? Os tipos de conteúdo que serão divulgados. Ressaltou que o coração das redes sociais é o conteúdo que postamos. A dica é ter diversidade, assuntos informativos, mobilizadores e divertidos. Disse que é interessante ter um calendário editorial planejando a diversidade de temas. 

Como quinto e último ponto, Colombo falou sobre como nos relacionamos. Deve ser adotada uma política de relacionamentos com os seguidores. A rede social é, por natureza, um espaço de diálogo e interação. O erro comum é não interagir com o público que se engaja com nosso conteúdo e estimular a participação. 

Ao término da palestra, o professor Renan Colombo respondeu perguntas dos participantes. Uma delas foi sobre o veículo de comunicação impresso. A qual ele respondeu: “Não devemos virar as costas para os jornais tradicionais impressos, devemos mantê-los. A plataforma analógica deve dialogar com a digital. A rede social é importante, mas não é tudo, temos que valorizar os meios tradicionais”. 

Próximos encontros da Pascom estão agendados 

Regional Sul 2 Paraná – dia 17 de junho, dando continuidade no tema Redes Sociais, com a presença do professor Renan Colombo; dias 23 e 24 de julho – o Mutirão Brasileiro de Comunicação e nos dias 17/08; 21/09; 19/10 e 16/11 – a Conexão Pascom Brasil. 

Dom Mário 

Dom Mário Spaki

Finalizando o encontro regional, Dom Mário disse que o encontro nos levou a pensar a comunicação no dia a dia: “Para todos os meios no âmbito da comunicação, a Igreja tem o Evangelho como conteúdo”.  

(Luiz Carlos Bittencourt – Assessor de comunicação – Pascom da Diocese de Palmas-Francisco Beltrão-PR) 

Fonte: https://cnbbs2.org.br
Tags: