São Gabriel de Nossa Senhora das Dores

03/03/2021 09:03
5 minutos de leitura
 São Gabriel de Nossa Senhora das Dores

Francisco Possenti, nasceu em Assis no dia 1º de março de 1838. Recebeu desde o berço a fé católica de sua mãe Inês Friscioti que morreu, quando ele tinha quatro anos de idade e foi para a cidade de Espoleto onde estudou em instituição marista e Colégio Jesuíta, até aos dezoito anos. Isso porque, como seu pai Sante Possenti era governador do Estado Pontifício, precisava   mudar de residência com frequência.

São Gabriel teve uma curta existência terrena, mas toda ela voltada para a caridade e evangelização, além de um trabalho social  intenso que desenvolvia desde a adolescência. Na juventude andou desviado por muitos caminhos, e era dado a leitura de romances, festas e danças. Por outro lado, o jovem se sentiu chamado a consagrar-se totalmente a Deus, no sacerdócio ministerial. Mas vivia ‘um pé lá, outro cá’. Ou seja, nas noitadas e na oração e penitência.  Aos 18 anos, desiludido, desanimado e arrependido, entrou numa procissão onde tinha a imagem de Nossa Senhora. Em meio a tantos toques de Deus, ouviu uma voz serena, a voz da Virgem Maria, que dizia que aquele mundo não era para ele, e que Deus o queria na religião.

 

 Possuidor de um caráter jovial, sólida formação cristã e acadêmica, em 1856 ingressou na congregação da Paixão de Nosso Senhor Jesus Cristo, fundada por São Paulo da Cruz, ou seja, os Passionistas. Sua espiritualidade foi marcada fortemente pelo amor a Jesus Crucificado e a Virgem Dolorosa.

Depois foi acolhido para o noviciado em Morrovalle, recebendo o hábito e assumindo o nome de Gabriel de Nossa Senhora das Dores, devido à sua grande devoção e admiração que nutria pela Virgem Dolorosa. Um ano após emitiu os votos religiosos e foi por um ano para a comunidade de Pievetorina para completar os estudos filosóficos. Em 1859 chegou para ficar um período com os confrades da Ilha do Gran Sasso. Foi a última etapa da sua peregrinação. Morreu aos vinte e quatro anos, de tuberculose, no dia 27 de fevereiro de 1862, nessa ilha da Itália

Foi beatificado em 1908, e canonizado em 1920 pelo Papa Bento XV, que o declarou exemplo a ser seguido pela juventude dos nossos tempos.

O Santuário de São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, é meta de incontáveis peregrinações e assistidos pelos Passionistas, é um dos mais procurados da Itália e do mundo cristão. A figura atual deste Santo jovem, mais conhecido entre os devotos como o “Santo do Sorriso”, caracteriza a genuína piedade cristã inserida nos nossos tempos e está conquistando cada dia mais o coração de muitos jovens, que se pautam no seu exemplo. São Gabriel é, nesse sentido, um exemplo luminoso de que, mediante a devoção à Virgem das Dores, podemos fazer crescer sem medidas o nosso amor a Jesus Cristo. Confiemo-nos, portanto, ao patrocínio de S. Gabriel nestes dias que nos restam de Quaresma e peçamos-lhes a graça de assemelhados ao Coração compassivo de Maria SS., reconhecermos o amor de Deus na cruz de Cristo.

 

 Por  Irmã Silvani Maria Kraemer - Irmã Passionista

Fonte: Arquidiocese
Tags:

Notícias Relacionadas

Espaço MAGIS Manresa
Arquidiocese

Espaço MAGIS Manresa

16/04/2021
2 minutos de leitura
PRIMEIRA MISSA CAMPAL NO FLORAIS
Arquidiocese

PRIMEIRA MISSA CAMPAL NO FLORAIS

13/04/2021
2 minutos de leitura