Balanço 2017 do Hospital Bambino Gesù: aumentam internações e pesquisas

12 de julho de 2018 às 13:52
Balanço 2017 do Hospital Bambino Gesù: aumentam internações e pesquisas


Na apresentação do balanço clínico e social de 2017 foram anunciadas três novas sedes que transformarão o hospital da Santa Sé.

Cidade do Vaticano

Pela primeira vez o Hospital Pediátrico da Santa Sé Bambino Gesù apresentou os resultados de sua atividade sanitária e científica com o balanço social, indicando as escolhas e os projetos que nos próximos anos transformação a estrutura.

O presente e o futuro do Bambino Gesù foram descritos na apresentação do balanço 2017, ocorrido na quarta-feira (11/07), no Auditório de São Paulo fora dos Muros.

A presidente Mariella Enoc fala sobre a missão do Hospital

“Um momento importante que nos permite restituir o sentido e o valor do nosso trabalho”. São palavras da presidente do Hospital, Mariella Enoc que evidenciou a identidade do Hospital do Papa que em março de 2019 completará 150 anos. Uma estrutura animada pela acolhida das crianças e suas famílias, da região do Lácio, da Itália e das nações de todo o mundo, em particular as que se encontram em dificuldade.

De fato, o hospital – recordou a presidente – participa de projetos de cooperação em 9 países do mundo, e conta com mais de 100 crianças internadas que recebem todos os tratamentos necessários, provenientes de áreas em crise. É o hospital dos filhos do mundo “conscientes de que isso comporta o compromisso de importantes recursos” que devem ser encontrados no equilíbrio do balanço que o hospital soube alcançar de maneira brilhante.

A atividade na Síria

Na ocasião, o professor Ibrahem Al-haded, diretor do Hospital Universitário de Alepo, deu o seu testemunho e fez uma saudação de agradecimento em nome do Hospital pela assistência recebida na Síria.

Os resultados da atividade clínica

Os resultados da atividade clínica foram apresentados pelo diretor científico, prof. Bruno Dalla Piccola e pelo diretor clínico Dr. Massimiliano Raponi. Dos resultados, evidencia-se o aumento de pacientes internados, mais de 28 mil, e do atendimento ambulatorial que chegaram a 2 milhões. O orgulho maior é dado pelos 321 transplantes de órgãos e tecidos realizados em um ano e o tratamento de 13 mil casos de pacientes com doenças raras. Aumentou também a produção científica, que alcançou o número de 663 publicações chegando a 2.700 pontos de Impact Factor, o valor que mede o “peso” das publicações científicas

Os números da assistência

Mais de 3.500 famílias foram acolhidas em alojamentos, e 2 mil receberam acompanhamento do serviço social. As despesas totais do Hospital durante o ano foram de 313 milhões de euros em confronto aos 322 milhões de euros de rendimento, registrando assim um excedente positivo.

Aumentam também os atendimentos no Pronto Socorro. Em 2017 foram registradas 84.036 entradas (+5%) nas duas sedes: Gianicolo e Palidoro, e os transportes de emergência neonatal foram 359 e 89 foram transportados através do heliporto do Vaticano (serviço apresentado em um vídeo na ocasião) em colaboração com o Governatorato da Santa Sé.

Aumentam as cirurgias: em um ano foram feitas 29.778 com um aumento de 10% em relação ao ano precedente. Às quais acrescenta-se as pequenas cirurgias ambulatoriais que duplicaram com relação a 5 anos atrás.

Excelência em pesquisa

No Hospital Bambino Gesù há mais de 700 pessoas que se dedicam à pesquisa: médicos, biólogos, farmacêuticos que trabalham tanto na atividade clínica quanto na pesquisa científica. O Hospital é um dos mais importantes da rede dos Institutos de Internação e Tratamento em Caráter Científico (IRCCS) e primeiro entre os hospitais pediátricos italianos segundo o nível de Impact Factor (IF). O Impact Factor do Bambino Gesù aumentou 50% nos últimos cinco anos. As colaborações científicas foram formalizadas com parcerias nacionais e principalmente internacionais (77%), em particular com a Alemanha, Reino Unido, Países Baixos, França e EUA. Foram realizados 431 estudos clínicos que envolveram 6.120 pacientes.  

O valor social do hospital

No âmbito da prestação econômica, em 2017 o Hospital produziu 306,7 milhões de euros em valores acrescentados. Particularmente em 2017 a distribuição prevalente foi 50,7% para funcionários, 42,2% para parcerias de serviço e 3,5% parcerias de pesquisa. Em 2017 a receita foi de 322,2 milhões de euros diante dos 313,4 milhões de custos. O EBITDA (indicador de lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) que evidencia a rentabilidade da gestão operativa, foi de 8,8 milhões de euros.

Os financiamentos

Com relação às fontes de financiamento: 214 milhões de euros foram obtidos pelos atendimentos sanitários; 43,5 milhões pelas contribuições anuais por parte do Estado para a específica atividade hospitalar; 20 milhões os financiamentos para a pesquisa e 3 milhões de euros de doações.

Três novas sedes

O diretor geral Ruggiero Parrotto, falou sobre o bem-estar dos trabalhadores e da necessidade de novos espaços para um bom atendimento. Em seguida comunicou que serão feitos alguns investimentos que transformarão o Hospital.

Serão construídas três novas sedes: um novo pavilhão na sede de Palidoro, que poderá receber mais de 70 pacientes com suas famílias, um Centro Pediátrico para Cuidados Paliativos na Via Aurélia (o primeiro no sul da Itália) e a nova grande sede de Roma na Via di Villa Pamphili. “Finalmente um lugar para estudos, tratamentos, relações com as famílias, com acomodações adequadas e estrutura moderna”.

Saudação do Cardeal Parolin

“Transmito a todos, a saudação do Papa Francisco que leva o Hospital Bambino Gesù em seu coração”. São palavras do cardeal secretário de Estado Pietro Parolin. “Não faltam ocasiões e gestos – prosseguiu o cardeal referindo-se ao Pontífice – da proximidade e apoio do Papa ao Bambino Gesù que considera um instrumento válido para o exercício da caridade que tanto ama”.