A Idade Média na Basílica de São Paulo: renovado o sítio arqueológico

12 de julho de 2018 às 13:48
A Idade Média na Basílica de São Paulo: renovado o sítio arqueológico


Foi inaugurada na Basílica de São Paulo fora dos Muros, em Roma, a restauração da área arqueológica do “Orto dell’ Abazia”.




Cidade do Vaticano

Após cinco anos da primeira inauguração, o sítio arqueológico da Horta dos Monges de São Paulo Fora dos Muros reabre ao público depois da restauração, particularmente funcional e sugestiva no que se refere a soluções museográficas e iluminotécnicas adotadas. Esta restauração, que oferece aos peregrinos e aos turistas inéditas e preciosas informações sobre a Roma medieval, contou com muitos protagonistas: a Administração da Basílica Papal, na qualidade de promotora; os Museus Vaticanos, com o Departamento de Antiguidades Cristãs e o Ufficio del Conservatore; o Pontifício Instituto de Arqueologia Cristã e a Escola de Especialização em Bens Arquitetônicos e Paisagens da Universidade “La Sapienza”.

As fases da nova inauguração

Para o projeto definitivo, entre outras coisas, foi completada a restauração e a limpeza dos muros antigos, a recomposição da superfície dos pavimentos, paredes e tetos; e o enriquecimento dos recursos didáticos. Os edifícios renovados representam a intensa sequência de assentamentos que, na segunda metade do século IX, com a construção das muralhas de proteção, teriam dado origem à chamada Iohannipolis, inspirada no nome do pontífice fundador João VII. Entre os mármores foram encontradas partes de sarcófagos, enquanto que a edificação mais antiga da área das escavações, que pode ser datada entre o final do século IV e início do século VI, provavelmente seria uma das “casas para os pobres” construídas pelo Papa Símaco.