Fake News: Notícia de que Pe. Reginaldo Manzotti engravidou uma jovem é desmentida

11 de janeiro de 2018 às 12:33
Fake News: Notícia de que Pe. Reginaldo Manzotti engravidou uma jovem é desmentida


Nada mais do que um boato. Foi o que constatou um site especialista em falsas em notícias em relação ao caso que circulou nesta semana na mídia brasileira de que o Padre Reginaldo Manzotti teria engravidado uma jovem de 21 anos, do interior de Minas Gerais.

O caso foi lançado na imprensa e ganhou repercussão após ser divulgado por um conhecido colunista social, o qual afirmou que uma jovem chamada Adriele Fernandes, de Porteirinha (MG), teria declarado “a um jornal do norte de Minas Gerais” que estava grávida do sacerdote e que comprovaria a paternidade assim que a criança nascesse.

Entretanto, segundo o site ‘boatos.org’, conhecido por desmentir falsas notícias, dos diversos veículos de comunicação que lançaram a informação, o único em que encontraram um depoimento “direto” da moça foi o site ‘Mais Vistas’.

“Além de não se tratar de um jornal do Norte de Minas, o site não tem nada de confiável (normalmente, publica histórias falsas ou mal contadas)”, pontua.

Assinala ainda como “confusa” a existência de Adriele Fernandes, uma vez que não encontraram nenhum registro em redes sociais com esse nome e com a foto correspondente à divulgada pela mídia, bem como nenhum registro da jovem na cidade de Porteirinha (MG).

Após a divulgação do caso, a assessoria de imprensa de Pe. Reginaldo Manzotti desmentiu o caso, informando que o sacerdote “desconhece a jovem mencionada” e ressaltando que ele “segue o seu sacerdócio de forma primorosa e fiel”.

Além disso, a foto utilizada pelos meios de comunicação como sendo da suposta Adriele Fernandes teria sido retirada do perfil de outra jovem de Tocantins, sem que esta soubesse.

Procurada pela redação de ACI Digital, a moça do Tocantins – cuja identidade será preservada – confirmou que sua foto foi usada de forma indevida e que já registrou um Boletim de Ocorrência sobre o caso.

Ela, que é casada e tem filhos, afirmou que não quer mais falar sobre esse assunto, pois tem sido difamada na internet “sem dever nada”. Agora, segundo a jovem, o caso está sob responsabilidade da Justiça.