Sacrário é roubado e profanado em capela no interior do Mato Grosso do Sul

10 de janeiro de 2018 às 10:39
Sacrário é roubado e profanado em capela no interior do Mato Grosso do Sul


Um sofrimento imenso, assim representantes da capela São Vicente Palotti, em Dourados (MS), descreveram o fato vivido na segunda-feira, 8 de janeiro, quando o sacrário foi roubado, com as hóstias consagradas em seu interior.



O roubo foi notado por uma funcionária da limpeza da capela, que pertence à Paróquia de Nossa Senhora de Fátima.

Segundo a tesoureira da comunidade, Maria Lúcia Barbosa de Souza, esta funcionária foi à sua casa e informou que a capela havia sido roubada.

“Fui correndo para a igreja e segui direto para o Santíssimo, quando vi que tinham roubado o sacrário”, contou em entrevista à ACI Digital, ressaltando que, naquele momento, sentiu-se como Maria Madalena diante do sepulcro vazio e pensou “levaram meu Jesus”.

“Logo comecei a chorar e depois liguei para a coordenadora da capela e informei no grupo de WhatsApp que temos. Dois minutos depois, ela já estava na igreja e mais umas 15 pessoas, todos muito tristes”.

Segundo a tesoureira, não se sabe ainda como o indivíduo entrou na capela. “Arrancaram o vidro de uma janela e também estouraram a porta da cozinha. Levaram o botijão de gás, violão, caixa de som e, o principal, o sacrário com as âmbulas e o Santíssimo”.

Maria Lúcia recordou que, no intervalo de tempo em que as pessoas se encontravam na igreja após o ocorrido, uma moça que trabalha em um mercado próximo informou que o sacrário tinha sido encontrado em um carrinho de coleta de lixo reciclável.

“A senhora que pega lixo reciclável achou o sacrário e pensou que o padre tivesse jogado fora. Ela ficou desesperada quando soube que tinha sido roubado e logo devolveu para ser levado para a igreja”.

O sacrário foi arrombado e as duas âmbulas que estava em seu interior foram levadas por quem o roubou. “Mas, graças a Deus, as hóstias ficaram”, disse Maria Lúcia.

“Agora, é como se estivéssemos de luto. As pessoas sofreram bastante e ainda estão sofrendo. Não só a comunidade, mas toda a paróquia ficou sentida diante do ocorrido”, expressou.

Segundo a tesoureira, foi registrado um Boletim de Ocorrência sobre o caso e as câmeras de segurança do mercado filmaram o homem passando com o botijão de gás. Estas imagens serão encaminhadas para a polícia.

Além disso, o vigário Pe. Wellington Carvalho de Macedo está viajando e retornaria para a paróquia amanhã, 10 de janeiro. Mas, ao ser informado sobre o roubo, antecipou seu retorno para esta terça-feira, quando celebrará uma Missa em Desagravo na Capela de São Vicente Palotti, às 19h30.

“Faremos a Missa porque profanaram o Corpo de Cristo. O Padre pediu para convidarmos todo o povo de Deus, principalmente os ministros extraordinários da Eucaristia”.

“O sacrário já foi levado para consertar e colocar o forro por dentro. Aos poucos vamos voltando ao normal e sabemos que temos Jesus sempre conosco”, completou.