Madre Tereza Margarida, a “nossa mãe”

04 de setembro de 2017 às 12:11
Madre Tereza Margarida, a “nossa mãe”



Madre Tereza Margarida do Coração de Maria, religiosa carmelita e fundadora do Carmelo de São José, na cidade de Três Pontas, Diocese da Campanha (MG), nasceu no dia 24 de dezembro de 1915, em Borda da Mata (MG). A quinta filha do casal Francisco Marques da Costa Júnior e Dona Mariana Resende Costa recebeu o Batismo, no dia 10 de fevereiro de 1916, na igreja de Nossa Senhora do Carmo (hoje Basílica), em sua cidade natal, com o nome de Maria Luiza.

Em um retiro no colégio, ainda muito nova, sentiu o chamado de Deus para a vida carmelita. Tal voz interior se repetiria em uma peregrinação a Aparecida, quando, na matriz-basílica, rezava na capela do Santíssimo. Esse apelo divino foi confirmado depois da leitura da obra Memórias, da também carmelita Elisabeth da Trindade. Sem nenhuma dúvida, vencendo a resistência paterna, entrou, como postulante, para o Carmelo de Santa Terezinha, em Mogi das Cruzes (SP), no dia 29 de maio de 1937.

Apenas 20 dias depois do ingresso, seu pai faleceu. A ocorrência muito a fez sofrer por estar na clausura e não junto à mãe que tanto amava. Em 1935, João Resende Costa, um de seus irmãos, havia sido ordenado sacerdote na Congregação dos Salesianos. No ano de 1967, se tornaria Arcebispo de Belo Horizonte (MG), o que bem demonstra a forte religiosidade na família da Serva de Deus.

Terminado o tempo previsto para o postulantado, nossa jovem recebeu, no dia 16 de janeiro de 1938, o hábito carmelitano. Junto à veste religiosa ganhou também um nome novo (cf. Ap 2,17) – Irmã Tereza Margarida do Coração de Maria – e passou a proferir, todos os dias a jaculatória: “Mãe, que o vosso Coração, seja o lugar da união, de Jesus com Tereza Margarida”. Em 2 de fevereiro de 1939, fez a profissão simples e, exatamente, três anos depois, proferiu os votos solenes, para toda a vida.

O Carmelo de Mogi das Cruzes, contudo, era um tanto improvisado e, por isso, as celas (quartos) das religiosas ficavam úmidas, o que muito lhes prejudicava a saúde. Daí, graças ao Cardeal Dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, a comunidade transferiu-se, em 1952, para Aparecida, a capital nacional da fé. Lá chegavam, de várias partes do Brasil, muitos pedidos para novas fundações, dentre eles o de Monsenhor João Rabelo de Mesquita, Vigário Geral da Diocese da Campanha (MG), que foi atendido.

O então Bispo da Campanha Dom Inocêncio Engelke, OFM, concedeu a licença para a instalação das carmelitas em Três Pontas. A inauguração do Carmelo São José se deu, no dia 16 de julho de 1962, Festa de Nossa Senhora do Carmo, e Irmã Tereza Margarida fora designada como fundadora junto a mais sete irmãs. Moraram em casas adaptadas até a instalação definitiva no dia 22 de janeiro de 1969. Ai, Irmã Tereza foi sub priora, priora, mestra de noviças e ouvinte atenta do povo que a procurava.

Sim, na vida de clausura, de fiel obediência à Igreja, nos tempos do pós Concílio Vaticano II (1962-1965), atendia ao povo que a procurava no parlatório (= lugar onde se fala) a fim de lhe pedir conselhos e orações para as causas mais diversas. Nasceu desses próprios fiéis o carinhoso apelativo de Madre Tereza Margarida, “Nossa Mãe”.

Chegado ao fim de sua caminhada neste mundo, os problemas de uma saúde frágil foram se acentuando. Ela, porém, a exemplo de Cristo, tudo sofria em silêncio e adoração, repetindo sempre: “Como é bom estar nas mãos, no coração de nosso Deus! Como saboreio o seu amor, a sua ternura!”. Com esse espírito, entregou sua alma ao Pai celeste, no dia 14 de novembro de 2005.

Certas dos sinais de santidade da fundadora, manifestados no cotidiano da vida, na morte (enterro grandioso e comovente) e depois da morte, o Carmelo pediu a abertura do seu Processo de canonização, que foi iniciado, em 2012 e concluído, em sua etapa diocesana, no ano seguinte. Hoje, todo material aceito em Roma, no dia 28 de março de 2014, encontra-se em estudo para a elaboração da Positio sobre a prática das virtudes em grau heroico da Serva de Deus.

Quem desejar oração ou material acesse: http://beatificacaonossamae.com.br/.