Estamos noTempo de Páscoa

Clérigo muçulmano pede a FIFA que proíba jogadores de fazer o sinal da cruz

18 de maio de 2017 às 11:50
Clérigo muçulmano pede a FIFA que proíba jogadores de fazer o sinal da cruz


O clérigo muçulmano da Arábia Saudita, Mohammed Alarefe, pediu a FIFA que proíba os jogadores de futebol de fazerem o sinal da cruz quando comemorarem um gol, porque é um gesto que ofende a sua religião.

Mohammed Alarefe é professor na Universidade King Saud e fez este pedido através da sua conta de Twitter no dia 5 de maio.

“Nos vídeos aparecem atletas e jogadores de futebol correndo e, quando fazem gols, fazem o sinal da cruz no peito. A minha pergunta é: As regras da FIFA não proíbem este gesto?”, escreveu.

Segundo o jornal britânico ‘The Daily Mail’, o clérigo, que tem 17 mil seguidores, também recebeu mensagens de rechaço por ter se referido contra os cristãos. Outros o recordaram que os jogadores muçulmanos também fazem gestos da oração islâmica.